Eu de outro século

 Não é de hoje que cultivo meu fascínio por coisas antigas, fuçar o guarda-roupa da minha mãe era rotina, hoje em dia é que soube enquadrar essa “paixão” com a descoberta do lookbook.
Ainda mais nesses tempos em que estão trazendo de volta coisas passadas (gladiadora, cintura alta, hot pants) e que é fácil afundar no passado sem largar o presente. Num tempo em que é possível estar no ontem sem se desgarrar do hoje.
 Não tenho vergonha em dizer que curto admirar filmes antigos, músicas, roupas e toda história contida nelas.
É um atrativo e tanto qualquer coisa com aspecto antigo para mim. Parecem ter sempre certa genialidade e um certo mistério por trás de tudo;
 Algo que de certa maneira me fascina e não sei explicar.


Ah, os platônicos



Levante a mão quem nunca sonhou com um ser inexistente, ou que existe apenas sobre os holofotes e flashes do estrelato. Alguém? 

Amores platônicos tem lugar fixo nas minhas listas de coisas que acho ridículas, e fofas. Por que gostar de alguém sem conhecer, sem nunca trocar uma palavra é mesmo algo engraçado, mas isso não significa não ser verdadeiro. Faz parte idealizar, assim como quando lemos um livro e idealizamos a personagem conforme nos é apresentado. Assim acontece com os platônicos. Fixamos numa pessoa a imagem que queremos, ou conhecemos dela. Fulano nunca mentiria. Ciclano nunca me magoaria. A imagem, o visual é uma das coisas que (acredito eu) mais contribuem para isso. Uma menina que gosta da estética dos garotos de Gossip Girl, por exemplo se encontrasse um terninho bonito e estiloso na rua, ou na internet aonde eu acho mais fácil dos platônicos não famosos acontecerem, cairia in love. Mas confesso, que por Chuck Bass, está perdoado. 

Amores platônicos são divertidos, principalmente por que dois anos mais tarde se tornam divertidos de se contar. O que não se pode deixar acontecer é não separar o real do imaginário, sonhar assistir um filme com seu platônico é uma coisa, procurar em cada garoto um pouco dele é outra. Existem pessoas perfeitas, até que você conviva com elas. 


 


Jay é estudante, freelancer e dona do blog  Página Mestra. Tem 17 anos, uma mente que nunca pára, e vez ou outra vai aparecer por aqui.

Quero esses cabelos!


O sonho de consumo da maioria das garotas em relação a seus cabelos está ligado geralmente a alguma famosa. Talvez não de maneira direta, levando em conta que famosas são as maiores responsáveis em lançar tendência, até no reino capilar.
 Mas enfim, comigo não é diferente. Com tantos cabelos impecáveis desfilando por ai não é fácil se apegar a apenas um. Tenho minhas preferencias é claro. Uma delas é cabelo ruivo, longo e com cachos desmanchados. Quem se enquadra? A Miley Cyrus, antes dela cortar a pintar, e depois alongar de novo os fios.

 Aposto que cada garota tem uma musa do cabelo. Então, fazendo um apanhado dos cabelos mais comentados e que mais receberam tutoriais para cópia fiz uma pequena (mas bela) lista das 20 famosas que mais conquistaram olhares para suas madeixas.

10 coisas


Que eu amo  


1.O tempo que antecede a chuva
2.O sol que procede a chuva
3.Fazer uma ronda em sites de compras e não comprar nada
4.Tirar foto
5.A noite ficar pensando nas fotos que eu vou tirar no outro dia
6.Postar no Blog
7.Receber comentários sinceros
8.Descobrir novas bandas
9.Estar de férias
10.Estar com quem eu amo (amigos, família)

4 livros

 Ler é ótimo, para algumas pessoas, e são para essas que vai essa postagem. É ótimo ler, e seria melhor ainda se lêssemos sobre o que realmente gostamos. Fiz seleção de três ótimos livros que prometem aumentar sua bagagem sobre moda, fotografia, popularidade e história.
 Acho que para o mundo blogueiro os assuntos estão bem dispersos e ao mesmo tempo bem conectados. Espero que gostem da 'seleção'.

Coisas fúteis e inúteis

 Ontem pintei minha unha só para mostrar uma inutilidade para vocês. Sério. Para mostrar que delineador é ótimo para desenhar nas unhas. Alguém já tentou?  Então, “descobri” isso na casa da Jéssica e a irmã dela, a Angélica, deu a dica final. Que é passar base.


Meu conceito sobre moda


Vocês sabem realmente a diferença entre ter estilo e estar na moda?

 Estilo é basicamente saber encaixar em si as roupas certas sem esconder sua personalidade.
Eu acho que não adianta você ter roupas perfeitas e não saber usá-las da maneira correta. Acho também que você não deve seguir a risca a moda, pois a moda é você quem faz. Não adianta você usar uma coisa que não gosta só porque todo mundo usa e diz que isso é moda.
Às vezes não usamos o que gostamos, pois achamos que as pessoas irão criticar, mas sabe, não devemos ser assim, pois até a moda é criada por diferenças. 
 Uma coisa que eu odeio juntamente com a Rapha é a seriedade em que a moda é envolta. Você não é obrigada a saber quem são todos genios da moda para estar incluso nela. Foque nas roupas, não nos estilistas.
A moda está evoluindo a cada dia que passa, não somos obrigados a acompanhá-la, mas devemos no mínimo ter noção do que estamos usando, pois se vestir bem é estar bem com você e com o mundo.  
“Você é o que você veste”.
 
Beijos, Jéssica Moraes.

Amor

Alguém já parou para pensar exatamente sobre o que seria o amor? Sobre seus significados, suas consequências, e principalmente seus efeitos colaterais?

 Nunca tentei encontrar ou criar uma definição para ele, não consigo ao menos me definir, imagine definir algo confuso que explode dentro de mim? Que é bombardeado a velocidade da luz pelas suas veias, que vem sempre com uma certa dose (as vezes exagerada) de adrenalina. Os efeitos colaterais são imediatos, nota vermelha, coração mais forte, comportamento idiota. Por que algo que nós consideramos bom, traz efeitos dos quais não podemos chamar de bons? E por que sempre que ele explode no nosso peito, não conseguimos explicar? Nem dar um basta sozinhos?
Amor, capaz de fundir o ódio, raiva, tristeza, felicidade, frustação... Pode ser tudo, mas ao mesmo tempo é homogêneo. Único, imisturável. 

 Mas também creio que não é algo limitado pela religião, nem pela sexualidade, nem pelos valores da sociedade. Da mesma maneira que vejo o amor entre um garoto e garota, vejo que pode existir entre duas igualdades. E pouco me importa vocês dirão sobre esse meu pensamento. Acho que o amor é capaz de invadir todos os ângulos da vida humana, seja ela dentro dos padrões da sociedade, da religião ou não.

 Enfim, tem certas coisas que foram feitas apenas para existir, para sentir, para viver, para aceitar...
 E com o amor não seria... diferente. E acima de qualquer sentimento, e para que ele sobreviva, se curve para a paz, e para as indiferenças.

Meus preferites

  Meu Deus há quanto tempo não faço uma postagem relevante? Enfim, desde antes do natal. Então, agora é a hora. Com toda essa muvuca de ano novo, viagem a minha nova máquina as coisas ficaram um pouco difícil por aqui. Peço que por favor deem dicas de postagem. Isso é importante. Muito importante.
Hoje vou listar alguns sites que fazem parte diariamente da minha vida. Diariamente mesmo.

Delírios fotográficos

   Sei que durante esses dias o Blog tem ficado jogado as traças. Desculpem, mas decidi dar um tempo ao menos no natal. E com a compra na maquina, qualquer lugar tem virado cenário fotográfico. E acabo me esquecendo que tenho um Blog a zelar. Enfim, esse post vai ser totalmente direcionado aos delírios fotográficos. Acho que vou criar um Tag disso. Enfim.

  Enfim, já nesse intuito fotográfico tenho que compartilhar de uma das belezuras que vi na internet enquanto pesquisava sobre câmeras. Fuji X100, a câmera que acaba de se tornar meu desejo. E não é por que ela tem milhões de pixels, ou alcança sua alma com o zoom ou foi recomendado pelo meio fotografo do mundo. Mas por que ela é bonita. O designer dela é fino. Apaixonei.

 Vou postar umas fotos que fiz ontem com a minha câmera. Eba! Estou tão feliz com ela. Me sinto realizada, enfim vejam!

Oi, feliz natal!

*BSB é Brasília. - Não sei por que BSB, enfim.

 Feliz Natal a todos. Feliz natal mesmo. Ontem tive tempo de sobra para postar aqui, mas decidi dar um tempo, vamos dizer, decidi fazer um “jejum”, de um dia, de postagens no blog. Não foi difícil nem nada, minha cabeça estava concentrada em outras coisas. Como por exemplo fotografar a casa inteira. É, eu ganhei uma câmera. Eba! É um modelo mais antigo que aquela Kodak que eu havia mostrado aqui. É uma Kodak EasyShare Z915.Semi – profissional, foto panorâmica, um ótimo ISO, controles manuais ótimos, e se bem usada (como todas as câmeras) é capaz de tirar fotos incríveis. Como eu cheguei em casa ontem quase a noite, e me enfurnei no quarto entrei em desespero quando as fotos estavam saindo com péssima qualidade. Depois de um bom tempo fuçando, descobri que eram as configurações erradas para o tipo de ambiente. Enfim, hoje tive a oportunidade de testa-la a luz do dia. Fiquei pasma, impressionada, pela primeira vez estava fazendo boas fotos. 
  
Ontem tirei um monte de fotos minhas. Que ficaram horríveis, hoje nenhuma minha, mas outras da “natureza”. Vou mostrar aqui.


Agora que as odeio


São as botas que mandam na Europa, e minha amiga que está de férias na Suíça confirma o que todos já sabiam ou no mínimo imaginavam, com o clima frio de lá não há gracinha de All Star que convença. Já aqui no Brasil é uma tortura sair com uma dessa em determinadas épocas do ano, até mesmo a noite. E elas ganham a graça de todos quando algum evento country acontece, o que não é muito difícil de ver. Mas de um tempo para cá “botas” somente botas andam entrando na minha listinha de repulsa. E quando digo “botas só botas”, quero dizer que isso não envolve Ugg Boots, Bota de Cowboy ou Ankle Boots.



 São botas, apenas botas. Sem outro nome antes ou depois. Não ando achando muita graça, muito menos muita combinação ou looks que ficam realmente bons. Não sei bem explicar que sentimento é esse. Para mim tem certas botas (com certos looks) que me agradam, como uma vermelha que eu vi em “Os delírios de consumo de Becky Bloom”. Mas enfim, para vocês terem uma ideia, nada melhor que mostrar. 

Séries de TV e o que eu acho delas


 Depois que eu descobri o que eram séries, meu cérebro de entupiu delas. É série pra ca, série pra lá, para todos os lados. E é claro sempre tenho opniões diversas sobre elas. Então, saiba o que eu acho sobre elas.


Retrospec


 Hoje é dia 21 e faltam exatamente 11 dias para o final do ano. Você já começou a renovar seus votos? Eu já. Ano que vem vou estudar mais. Haha’ Quem acredita nisso? Eu, talvez. Vou estudar até as três primeiras semanas. Depois, bem é como os outros anos. Eu acho. Vou tentar fazer diferente esse ano. Por que na verdade vão ser muitas coisas diferentes, e eu realmente vejo a esperança de um ano melhor. Mas quando chegar o final do ano que vem, veremos se realmente foi um ano diferente!

 Vim fazer uma retrospec de como minha vida mudou muito em todo esse tempo. Dos meus gostos, do que eu gostaria de ter vestido, do que eu considerava estiloso, e do que eu odiava, isso até os dias de hoje. Se preparem para um Show de horror. Haha’



Como faço?


 Hannah Montana pode ter acabado. Ela pode estar exagerando na dose de sensualidade, e estar se tornando vulgar. Mas o que eu tenho a ver com os problemas pessoais da Miley? Absolutamente nenhum. E o que me chama atenção nela é o estilo, não a pessoa que ela realmente é ou aparenta ser, mas o que ela veste. Mesmo sendo uma ‘estrelinha’ da Disney consegue ser várias pessoas a cada dia. Digo no sentido de estilo. É tudo muito variado, ela já se apoderou do seu lado mais rocker, já apareceu todas girlie, já esteve Glam, já apareceu com aquela bota de Cowboy e camisa xadrez toda country, já até bancou a indiana ocidental. Também não me importo se o cabelo dela custou 24 mil, o acho lindo (quando era ruivo). Gosto das unhas curtas e quadradas que quase sempre estão pintadas de preto. 

Anda 2011!

 É final de ano, natal, hora de dizer adeus a muitas coisas e Olá a outras. Hora de promessas (que muitas vezes não serão cumpridas, comigo é assim) e mudanças. Mas para mim também de agradecimentos. E retrospectiva.  

 Obrigada a cada um dos meus 67 seguidores, a cada comentário sincero. A cada selo e a quem lê aqui. Seja seguidor ou não. Seja comentarista ou não. Um agradecimento especial a Jay, por ter comentários tão construtivos e sinceros. E deixar a minha marca de admiração pelo seu blog, Página mestra. Pode não parecer, mas foi uma das garotas por quem mais criei apreço em todo esse mundo cibernético.



Ele e o estilo dele



 Já pensou em aprender a tocar violão aos 14 anos com um amigo, virar vegetariano, largar a escola, gravar um EP sozinho, sair de casa, usar drogas e ser reconhecido? Já pensei na possibilidade da ultima parte, “ser reconhecida”. Aprender a tocar violão talvez, mas meus sonhos correm para outra direção...  Bem, teve alguém que fez tudo isso. E não são os feitos dele que vou postar, até mesmo por já fiz isso aqui. O que mais me impressiona no Chris (Chirstopher Drew) é a sua atitude. Sério mesmo, e eu não poderia deixar de admira-lo. Poxa, ele é vegetariano! E mais que isso, ele é Veggan (Se não sabe o que é te aconselho a jogar no Google).


My Bag

 Bolsa é uma coisa que tem mexido bastante com meu conceito. Já cansei de repetir que muitas coisas mudaram para mim ultimamente, inclusive nesse meio da moda. Bolsa ganhou um novo significado e uma nova beleza. Minha nova paixão, depois da terrível época das bolsas de pano, são as bolsas de carteiro de couro (para mim sintético, por favor) de cor marrom. Estou completamente apaixonada por uma dessas a um bom tempo. E ainda não descansarei enquanto não conseguir uma dessas. 

  
  Incrível como as coisas mudam, depois que comecei a curtir moda e a prestar mais atenção as Fashionistas e It-Girls, como Alexa Chung, minha paixão por acessórios marrons – antes minha cor odiada – aumentou de maneira significante. E acho que essa mudança não ocorreu só em mim, por que as bolsas tipo carteiro praticamente invadiram o mundo Fashion. É só fazer uma ronda pelo LookBook para perceber. E se mesmo assim, seu olhar ainda não havia se aberto para essas bolsas, se abrirá agora.

Ultimamente...



Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente.
Ainda não me cansei de repeti-la. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente.
E creio que não vou cansar tão cedo.
Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente.
São tantas as coisas;
Que andam vindo com a mesma intensidade com que vão embora;
Eu cansei na verdade de esperar que elas se resolvam sozinhas. Ultimamente. Ultimamente. Ultimamente, as coisas tem sido diferentes. Ultimamente, as coisas andam mudando. Ultimamente, eu quero ser diferente. Ultimamente, eu quero ser reconhecida. Ultimamente, quero ser motivo de orgulho. Ultimamente, quero fazer coisas acontecerem. Ultimamente, ando me conhecendo e reconhecendo. Ultimamente, ando descobrindo a realidade por baixo dessa casca grossa e horrível. Ultimamente, cansei de esperar por um futuro promissor sem tirar os pés do chão. Ultimamente, cansei de falar para mim mesma deixar os sonhos de lado e enfrentar a realidade. Ultimamente realidade que é sem graça, sem vida e nem um pouco extasiante. Ultimamente, quero viver num negócio chamado MINHA VIDA.
Ultimamente...

Wish List



  Hoje eu voltei com os meus desejos natalinos de guarda roupa. Mas na verdade, eu acho que meus desejos, sendo natalinos ou não, nunca vão acabar. Como de toda mulher, ou melhor como de todo homem. Por que é como dizem: “O homem é como um buraco sem fundo, nunca se enche”. Infelizmente, queria me dar por satisfeita completamente. Mas esse é o sentido da vida, correr atrás dos seus objetivos. Sejam eles os mais banais possíveis. Mas graças a Deus, eu tenho objetivos mais concretos que um simples par de sapatos Oxford.
   Mas esses são objetivos a longo prazo. Esses natalinos, basta uma graninha a mais e eu os realizo. Mas enquanto isso não acontece, vou deixa-los guardado na minha Wish List, e que vocês podem aproveitar.

#Uma ajuda ai?


 Fazendo a postagem do post anterior, e já anteriormente injuriada por que minhas imagens photoshopadas (ou photofiltradas) sempre ficam com resolução péssima por que os pixels parecem sumir. Então, não sei por que, naqueles nossos tiques de sair clicando descobri o segredo!

  Quando você for salvar a imagem, existem vários tipos de imagens: BMP, GIF, JPEG, PNG e etc. Para que a imagem fique com boa resolução escolha Gif. Se você não sabe como fazer para mudar o tipo da imagem, segue as imagens abaixo.

Wish List





 São milhares de coisas que eu quero, e no natal, bem, só poderei escolher uma. É obvio. Então, inspirada nos meus desejos natalinos, criei uma linha com os melhores presentes para dar e pedir de natal. 

Pra inspirar

 Vou passar quase todo o final de semana fora. Festas de família. Não, não estou extremamente feliz. Mas enquanto estou fora, e o Blog vai ficar desatualizado, deixo com vocês algumas fotos para inspirar as fotografias do fim de semana.
 São as minhas preferidas. Escolham as suas. :')



Ele estiloso


  E Você gosta de garotos estilosos? Bem, eu tenho minhas preferencias. Não vou exigir que o garoto ande de maletinha marrom, e com cachecol. Para mim o estilo rockeirinho, limpo, e nerd de camisa xadrez e all star já serve. Ah, e puxando já para esse lado de garotos e aparências. Descobri que não me importo muito com a fisionomia do garoto. Gosto de garotos que escutam coisas clássicas. Pode ser MPB, Rock ou o que for (só não sertanejo, pagode e essas coisas). E que sejam inteligentes, não necessariamente que vá bem na escola e que só tire notas altas, gosto de garotos informados. Pra mim acho que isso é o bastante.
 Mas e você, voltando ao assunto de garotos – e homens – verdadeiramente estilosos, gosta de homem estiloso? Verdadeiramente estiloso? 

#Uma ajuda ai?

 Depois de um comentário pedindo ajuda de como colocar espaço para Sugestões e criticas eu decidi criar uma Tag de ‘suporte’ a blogueiros e blogueiras. Ok, eu não sou a expert. Mas antes de criar esse blog aqui, depois de muitos, eu li bastante a respeito. Muito mesmo, foram meses pensando, discutindo, pedindo opiniões, e hoje eu sinto que independente do que você for fazer conhecer, ler a respeito é muito importante. Acho que é por isso que cheguei onde estou, por que eu não consegui esses resultados em nenhuma das outras tentativas. Para começar vou citar algumas palavras que definem um Blogueiro.

 Tire você suas próprias conclusões a respeito de cada uma! :)

Mais um pouco

 Bem, eu voltei. Faz um bom tempo que não posto e a Rapha tem me pedido, com frequencia, pra voltar. Eu juro que vou tentar postar mais, principalmente agora que estou de férias. Então hoje eu vou deixar um texto meu pra vocês, não é nada demais.
Espero que gostem :)

Eu estava, mais uma vez, correndo. Meus pés impacientes distribuíam passos apressados pelo chão úmido da floresta, fazendo com que pequenas folhas e galhos estralassem sobre eles. Eu podia ver por entre as arvores a luz do sol, que nascia. O orvalho, ainda existia nas folhas verdes e o cheiro de terra se espalhava pelo ar. E nem um desses detalhes me passou despercebido, exceto pelo mais importante. Por que eu estava correndo.

   

Não conseguia entender.  

Meu peito subia e descia arfante. E, algo dentro da minha cabeça gritava que eu não podia parar. Eu procurava alguma coisa, alguma coisa muito importante. Precisava encontrar, e rápido. Às vezes olhava para traz como se algo estivesse me perseguindo e em outras simplesmente parava, para retomar meu fôlego. Então, quando estava quase no fim da floresta ouvi um grito. Não como aqueles sons histéricos de filmes, mas um som torturante e agudo capaz de rasgar até a alma. E aquele grito, era o que eu procurava.
Segui seu eco, através das árvores e cheguei a uma clareira. Ali, jogada no chão como um trapo, estava uma mulher. Eu corri até ela, parando a alguns passos de distancia. Ela era comum, com cabelos ondulados castanhos e um vestido verde claro que era tingido por um vermelho escuro na altura do ventre. O cheiro do sangue alcançou minhas narinas, causando-me náuseas. Aproximei-me mais, ignorando completamente o enjôo que o sangue me fazia sentir. Toquei de leve seu pescoço de pele alva, na tentativa de encontrar algum sinal de vida, quando algo chamou minha atenção. Ela usava uma corrente delicada que sustentava um pingente incomum. Este era quase do tamanho de uma noz e tinha a forma de um circulo perfeito. Provavelmente era de prata e em sua superfície gélida estava entalhado um símbolo do infinito. Eu ainda segurava o pingente quando, uma mão fria e dura agarrou meu pulso.
Eu pulei. Ou teria pulado, mas o aperto que segurava meu braço não deixou. O resultado foi que acabei me desequilibrando e caindo sentada no chão, a alguns passos de distância da mulher, que agora tentava se levantar. Meu coração martelava contra minhas costelas e parecia faltar ar em meus pulmões.
- Devolva – Ela gritou – Devolva, pois não lhe pertence.
  Eu congelei. Talvez pelo medo que se espalhou por meu corpo ou talvez por causa de sua voz. Não era normal. Escorria de seus lábios como o sibilar de uma cobra, e atingia meus ouvidos como uma navalha. E tenho quase certeza que foi essa voz agonizante e deformada, que me fez levantar e começar a correr para longe dali.
Eu corri o mais rápido que pude, sem reparar para onde ia, onde pisava. Às minhas costas ainda podia ouvir os gritos da mulher, que ecoavam pelo ar. Fechei os olhos com força e tentei movimentar minhas pernas mais rápido. E foi ainda com os olhos cerrados, que bati de frente com algo e, com certeza teria caído no chão se não fosse pelos dois braços músculos que me seguraram.



beeijos ThaisC.

Ser Blogueira não é só bloggar


  Disseram nos comentários do post anterior para mim falar sobre qualquer coisa que eu goste, quando falta inspiração.  Nesses últimos dias tenho pensado no tanto que tenho evoluído em relação à moda. E isso deve, totalmente, a essa minha vida de blogueira. Que praticamente me obrigou a socializar com outros blogueiro e blogs. Acabo passando grande parte do tempo lendo sobre moda, unhas, penteados, livros, filmes, entretenimento, pensamentos aleatórios e etc. Minha bagagem só aumenta.
 Mas voltando em relação ao assunto moda, tenho que admitir, que em relação aos últimos três meses muita coisa tem mudado minha cabeça. Minha visão se expandiu, minhas opiniões mudaram, comecei a formular meu próprio estilo, as coisas andam melhor.


 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...